Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010

E tudo era possível

 


 

 

Na minha juventude antes de ter saído
da casa de meus pais disposto a viajar
eu conhecia já o rebentar do mar
das páginas dos livros que já tinha lido

 

Chegava o mês de maio era tudo florido
o rolo das manhãs punha-se a circular
e era só ouvir o sonhador falar
da vida como se ela houvesse acontecido

 

E tudo se passava numa outra vida
e havia para as coisas sempre uma saída
Quando foi isso? Eu próprio não o sei dizer

 

Só sei que tinha o poder duma criança
entre as coisas e mim havia vizinhança
e tudo era possível era só querer

 

Ruy Belo.  Música: EELS | Theme from Blinking Lights

escrito por Voz às 22:56
link do post | comentar | favorito
partilhar

O projecto

"Contanto que a poesia seja — continue a ser — um lugar onde ainda se pode respirar." *Jorge de Sousa Braga*

Mecenas

Fundação EDP

Coordenação

Produções Fictícias

Contactos: 213 864 554 | fatimaf@producoesficticias.pt

Actores

Cristina Carvalhal
Joana Seixas
João Lagarto

Em visita pelas escolas

Macedo de Cavaleiros
Alfândega da Fé
Miranda do Douro
Vila Flor
Torre de Moncorvo
Telheiras
São João da Madeira
Coimbra
Benavente
Castêlo da Maia
Leça da Palmeira
Paço de Arcos

outras vozes

à procura de

Escritos

subscrever feeds